Amostras de líquenes foram recolhidas quinzenalmente em cada uma das três estações de qualidade do ar da região do Alentejo Litoral desde 6 de Fevereiro de 2008 até 26 de Maio de 2009.



Datas das recolhas de amostras de líquenes nas três estações de qualidade do ar do Alentejo Litoral.



O conjunto das primeiras amostras recolhido já se encontra em processamento laboratorial para as diversas análises.


Datas das recolhas de amostras de líquenes nas três estações de qualidade do ar do Alentejo Litoral (losangos azuis) e amostras que estão em processamento laboratorial à data (quadrados vermelhos).





Tabela dos poluentes a analisar por estação da qualidade do ar.

 

Esta calibração só será possível realizar depois de obtermos dos dados das 8 campanhas de qualidade do ar com amostradores passivos previstas.

 

Os diferentes equipamentos usados para avaliar a qualidade do ar - amostradores passivos (tubos difusores) e biomonitores - serão co-localizados em cada uma das 3 estações de monitorização fixas por períodos de 2 semanas, no caso dos tubos difusores ou de 1 mês no caso do biomonitores, durante 24 meses numa base contínua de modo a obter dados para intercalibração. 
 
Com este procedimento fica assegurada que a maioria das condições meteorológicas e de emissão serão cobertas durante o período de intercalibração. Uma estação móvel será também localizada em cada estação fixa coincidindo com os períodos de exposição dos amostradores passivos, até ser obtida uma boa calibração. 
 
É esperado obter-se um modelo matemático (linear ou não linear) que relacione as medições de cada poluente nos diferentes tipos de equipamento. Dependendo da complexidade das relações serão usados métodos de regressão linear simples até aos mais complexos modelos não-lineares baseados em redes neuronais. 
 
Esta intercalibração usando os biomonitores e as redes de monitorização tradicionais permitem que a informação recolhida no projecto anterior, SinesBioar, principalmente os modelos espaciais de poluição seja transferida de concentração de poluentes nos líquenes para a concentração de poluentes no ar. Deste modo os modelos produzidos no projecto anterior podem ser mais facilmente relacionados com os limites impostos pelas normativas Europeias e comparados com os níveis de poluentes que podem afectar a saúde humana.

Já foram realizados dois períodos de calibração entre a estação móvel e duas estações fixas: Monte Chãos (MC) e Monte Velho (MV).

O período de validação na Estação de Monte Chãos ocorreu entre 20/10/2009 e 18/11/2009; e em Monte Velho decorreu entre 12/09/2009 e 05/10/2009 e entre 12/10/2009 e 18/10/2009.



Tabela 1 – Poluentes medidos em cada estação fixa


Genericamente a intercalibração apresenta-se de muito boa qualidade, com excepção de algumas situações pontuais. Confirma-se assim, o elevado nível de qualidade e de fiabilidade dos equipamentos instalados na estação móvel. Na sequência dos bons resultados decidiu-se passar à fase de monitorização dos centros urbanos da região.